Assine nossa newsletter

Yoga para iniciantes: o que você precisa saber antes de praticar

Fazer exercícios físicos é quase sempre a recomendação número um para quem deseja se manter saudável. Treinar com regularidade aumenta a disposição, fortalece o sistema cardiorrespiratório e previne doenças, entre outros efeitos positivos.  

Mas a busca por qualidade de vida também alcança aspectos da mente. Voltar-se para dentro, ampliar a concentração ou melhorar a forma como encaramos os desafios do cotidiano são algumas necessidades humanas, que nem sempre são expressadas.

Com o Yoga, é possível unir as duas coisas. A prática milenar trabalha corpo e mente para proporcionar força física, equilíbrio e bem-estar.

O que é o Yoga?

Quem deseja começar a praticar Yoga deve primeiro entender que se trata de uma filosofia de vida. Embora existam diferentes linhas de treinamento, todas partem do princípio da integração entre corpo, mente e alma.

“O Yoga é uma ferramenta de autoconhecimento; vai te ajudar a viver melhor a vida, a se entender melhor”, destaca a professora de Hatha Yoga Milla Monteiro, que também é influenciadora digital e apresentadora. 

Como um grande sistema holístico, o Yoga compreende aspectos pessoais e sociais para provocar uma expansão de consciência.

“Temos oito práticas principais que fazem o Yoga ser um sistema de melhora de qualidade de vida. Os dois primeiros passos são chamados de yamas e niyamas, que são indicações de como agir com nós mesmos e com o mundo. Temos pranayamas, que são exercícios de controle de energia por meio da respiração, e asanas, que são posturas corporais”, descreve Milla Monteiro, que é professora de Yoga há 10 anos e praticante há 17. 

“Além disso, o Yoga compreende pratyahara, que é a abstração dos sentidos para expandir a consciência; dharana, que é a meditação induzida por técnicas específicas; dhiana, relacionada ao existir no estado meditativo; e samadhi, que consiste em viver constantemente em estado de hiperconsciência”, completa. 

professora de yoga Mila Monteiro
Milla Monteiro, professora de Yoga (Divulgação)

Aula de Yoga: como funciona?

As aulas de Yoga, em geral, enfatizam os exercícios de respiração, as posturas e a meditação. Os alunos só precisam de um tapete antiderrapante, roupas confortáveis e disposição. 

“Jovens, crianças, gestantes, idosos, qualquer pessoa saudável pode fazer Yoga”, enumera Milla Monteiro, que recomenda, para os iniciantes, uma avaliação de saúde prévia, sobretudo se houver alguma doença preexistente. 

Em uma aula inicial, o aluno é incentivado a primeiro fazer alongamentos, principalmente para ‘esticar’ a coluna. 

Os professores também ensinam a respirar profundamente, observando os movimentos do diafragma e a entrada e saída de ar. 

Em seguida, são ensinadas posturas de Yoga, com nomes associados aos reinos vegetal e animal, formas geométricas e objetos. Entre as posturas mais conhecidas estão, por exemplo, a do gato e a da vaca. 

Com a barriga virada para o solo, as mãos e os joelhos apoiados no chão (quatro apoios), o praticante deve esticar os braços e inspirar profundamente. 

Enquanto isso, deve empurrar as mãos e os joelhos em direção ao chão, curvar as costas para baixo, e olhar para cima. A postura lembra uma vaca mugindo. 

Em seguida, ao soltar o ar pausadamente, deve-se elevar as costas, de forma a arredondá-la, abaixar a cabeça e olhar para o umbigo, exatamente como fazem os gatos.

Essa combinação aquece os músculos e fortalece a coluna, além de ter efeitos benéficos no sistema digestivo. 

As aulas costumam terminar com exercícios de relaxamento e meditação. 

Ensinamentos filosóficos também são passados pelos instrutores, mas os interessados em se aprofundar nos conceitos espirituais vinculados ao Yoga podem estudar por meio de livros, vídeos, palestras e atividades em grupo.

Muitos centros de Yoga oferecem aulas individuais ou coletivas, divididas conforme o grau de dificuldade dos exercícios. 

Também é possível fazer sessões à distância, sem sair de casa. Dependendo da ferramenta virtual utilizada, o professor consegue visualizar as posturas do aluno e corrigi-las na hora. 

7 Benefícios do Yoga

Prática milenar originada na Índia, o Yoga é reconhecido mundialmente como benéfico à saúde. 

O Centro Nacional de Saúde Complementar e Integrativa dos Estados Unidos lista os seguintes benefícios, associados a estudos científicos: 

  1. Melhora o bem-estar, alivia o estresse, apoia bons hábitos de saúde e melhora a saúde mental, o sono e o equilíbrio;
  2. Alivia dores lombares e no pescoço, além de possivelmente ajudar a diminuir dores de cabeça do tipo tensional e osteoartrite do joelho;
  3. Ajuda na perda de peso;
  4. Ajuda pessoas a parar de fumar;
  5. Auxilia no controle da ansiedade ou de sintomas depressivos associados a situações difíceis da vida;
  6. Alivia sintomas da menopausa;
  7. Ajuda pessoas com doenças crônicas a controlar os sintomas relacionados e ter maior qualidade de vida. 

No Brasil, o Yoga também figura entre as práticas integrativas e complementares realizadas em diversos estados e municípios. 

Os ganhos mais notados pelos praticantes, segundo os profissionais de Yoga, incluem aumento de força e flexibilidade, redução do estresse, melhora da concentração, maior consciência corporal e aprimoramento da respiração. 

“Na mente, os benefícios são mais subjetivos. Conforme você vai praticando, você vai ampliando, principalmente, a sensação de se sentir bem”, resume Milla Monteiro.


Porque plano de saúde já não é mais suficiente.

Artigos Relacionados

Ilustração do cérebro com smiles

Mente

O que é a serotonina e como ela age no nosso corpo?

13/06/2022 • 5 min de leitura

Como treinar o cérebro

Mente

Como treinar o cérebro para a felicidade? Confira

10/05/2022 • 5 min de leitura

depressão na gravidez

Mente

Depressão na gravidez: relato de Britney Spears traz luz ao problema

18/04/2022 • 6 min de leitura

Mente

Como o estresse pode afetar a saúde do cabelo

29/03/2022 • 5 min de leitura