Assine nossa newsletter

O que os pés podem indicar sobre sua saúde?

Saúde dos Pés

Eles nos dão sustentação e nos ajudam a chegar aonde queremos. São fundamentais para o nosso equilíbrio e estabilidade, desde os primeiros passos. 

Essas poderiam ser características associadas ao papel desempenhado pelos pais no desenvolvimento infantil. Mas estamos falando dos pés, que costumam ganhar atenção quando causam algum incômodo. 

Uma meia mais apertada ou uma pedrinha no sapato, por exemplo, comprometem a mobilidade, rapidamente recuperada com a eliminação do objeto externo. 

Mudanças na aparência dos pés ou sensações físicas nessa região, porém, podem indicar alterações no funcionamento do organismo, que precisam ser avaliadas e tratadas corretamente. 

Conheça alguns sintomas que surgem nos pés e o que eles podem indicar sobre a sua saúde. Saiba também o que fazer para manter os pés sempre saudáveis. 

Inchaço nos pés

Longos períodos em pé, uso de calçados apertados e voos muito longos são algumas situações que podem resultar em inchaço nos pés. 

Nesses casos, hidratar-se, tomar um banho relaxante, deitar, elevar as pernas e repousar costumam resolver o desconforto. 

Entretanto, se o pé inchado e dolorido perdurar após alguns dias e vier acompanhado de dor no peito, dificuldade para respirar ou tontura, é muito importante buscar orientação do seu Time de Saúde ou seu médico de confiança.

Fluidos como o sangue podem se acumular nas pernas e causar inchaço devido a condições mais sérias de saúde, como insuficiência cardíaca congestiva, doença renal ou inflamação decorrente de artrite reumatóide, causada por alterações no sistema de defesa do organismo. Por isso, o acompanhamento com seu Time de Saúde é fundamental para sempre prevenir problemas de saúde.

Efeitos do ácido úrico no pé

Em alguns casos, o inchaço se concentra em partes dos pés, como o dedão, por exemplo.

Se estiver relacionada a excesso de ácido úrico no organismo (hiperuricemia), a área afetada pode ficar inflamada, dolorida e com temperatura elevada. Algumas pessoas também se queixam de fisgadas na região, como se houvesse espinhos. 

Mais frequente em homens, a disfunção, que também pode atingir as articulações, aparece quando o corpo não consegue eliminar corretamente o ácido úrico ou o produz em excesso.

Essa substância resulta do metabolismo de uma proteína chamada purina, presente em muitos alimentos. 

Beber muita água, aumentar o consumo de frutas e vegetais, reduzir a ingestão de produtos industrializados e de alimentos que têm muita purina (carnes vermelhas e frutos do mar) são recomendados para reduzir os níveis de ácido úrico. 

A identificação dessa condição se dá por meio de exames laboratoriais de sangue ou urina, dependendo da prescrição médica.  

Para evitar complicações como a formação de pedras nos rins ou gota, o tratamento poderá incluir medicamentos e mudanças nos hábitos de vida. 

Rachadura nos pés

As rachaduras nos pés são fissuras desenvolvidas na pele, principalmente nos calcanhares.

Devido ao tempo seco, a pele não hidratada se torna mais grossa e menos flexível. Com o peso do corpo em ações do dia a dia, pequenas fendas vão se formando.

Andar muito tempo descalço ou com calçados abertos, como chinelos e sandálias, favorece a formação das rachaduras. Ficar em pé por muitas horas, tomar banhos muito quentes ou utilizar sabonetes que retiram a oleosidade natural da pele, também. 

Se não forem agravadas por doenças crônicas que contribuem para o ressecamento da pele, como o diabetes e o hipotiroidismo, as fissuras podem ser facilmente tratadas

Para acabar com rachaduras nos pés, aplicar camadas generosas de hidratante na região afetada e utilizar meias de algodão e calçados fechados são as melhores soluções. Aumentar o consumo de água também é uma medida importante. 

Formigamento e queimação nos pés 

Após longos períodos em uma mesma posição, é comum sentir formigamento nos pés.

Isso ocorre principalmente por uma interrupção momentânea do fluxo sanguíneo, causando a sensação de várias pontadinhas simultâneas na região afetada. 

Essa reação do corpo pode ser facilmente contornada ao mudarmos de posição e nos movimentarmos.   

Mas se o formigamento for frequente ou se transformar em queimação, com dores intensas e comprometimento da sensibilidade, é importante procurar orientação do seu Time de Saúde pois os sintomas podem estar associados a condições mais sérias.

Sensação de pé frio 

Quando se trata do corpo humano, ter “pé frio” não significa ser azarado. Sentir, de vez em quando, frio nos pés costuma ser mera consequência da queda na temperatura do ambiente, bastando se agasalhar para aquecê-los.

Contudo, se a sensação de pés gelados for constante, mesmo em épocas de calor, a circulação sanguínea pode estar comprometida. 

Esse é um dos sintomas da aterosclerose, causada por depósitos de gordura que deixam as artérias estreitas e atrapalham o fluxo sanguíneo, principalmente nas extremidades do corpo. Se não tratado, o problema pode causar problemas cardíacos. 

A circulação também é afetada pela oxigenação do sangue. O tabagismo e doenças respiratórias crônicas podem reduzir a capacidade dos pulmões de absorver totalmente o oxigênio, que ficam em baixo nível no sangue. 

Se você perceber que seus pés estão quase sempre frios, relate ao seu Time de Saúde para que possa ser feito um diagnóstico preciso. 

Alterações na cor dos pés 

A aparência dos pés também pode ganhar outras cores em determinadas condições de saúde. 

O fenômeno de Raynaud, por exemplo, é marcado por uma resposta vascular exagerada à temperatura externa ou ao estresse emocional. 

As extremidades do corpo se tornam pálidas ou azuladas quando expostas à temperatura fria ou ficam vermelhas quando aquecidas. 

Nem sempre essa reação do organismo se deve a outra doença. Mas em alguns casos pode ser um sinal precoce de lúpus, artrite reumatóide ou esclerose sistêmica.

Pé de atleta ou frieira

Uma infecção que compromete a saúde dos pés é a frieira, também conhecida como pé de atleta. É causada por um fungo, que provoca manchas vermelhas, bolhas e rachaduras, com descamações que coçam. 

As frieiras prosperam em ambientes úmidos e atingem pessoas cujos pés ficaram muito suados enquanto confinados em sapatos apertados. 

São também transmitidas por contato direto com uma pessoa infectada ou com superfícies contaminadas, como pisos de banheiros e de vestiários, praias e piscinas.

O tratamento é feito a partir de antifúngicos e de medidas de higiene. 

Hábitos diários para pés saudáveis

Para manter a saúde dos pés, é importante que estejam sempre limpos e hidratados. Veja alguns cuidados básicos:

  • Lave os pés com água e sabão e use uma toalha seca e limpa para enxugá-los,   principalmente entre os dedos. 
  • Aplique creme hidratante nos pés, sobretudo em áreas mais secas como os calcanhares, para evitar rachaduras.
  • Prefira meias de algodão e evite as de tecidos sintéticos que não absorvem o suor.
  • Evite usar calçados fechados ou com pouca ventilação por tempo prolongado.
  • Use chinelos em banheiros ou vestiários de clubes, academias e escolas.
  • Tenha um estilo de vida saudável, com alimentação balanceada e exercícios físicos. 
  • Beba bastante água para manter a pele hidratada!

Explore estas Tags

prevencao saude

Porque plano de saúde já não é mais suficiente.

Artigos Relacionados

Mãos seguram halteres

Corpo

Treino para mulheres: ganho de músculos faz muito bem

20/06/2022 • 5 min de leitura

Como Parar de Fumar

Corpo

Como parar de fumar? Dicas e programas de cessação do tabagismo 

31/05/2022 • 7 min de leitura

criança dançando ballet

Corpo

Sedentarismo infantil: como estimular a criança a se movimentar?

22/04/2022 • 8 min de leitura

Corpo

Os benefícios da caminhada para o corpo e a mente

22/03/2022 • 5 min de leitura